Sobre o PortAberta OpenDMP
O que é

Este sistema de elaboração de planos de gestão e partilha de dados (PGPD), integrado no projeto da UMinho e IPB “PortaAberta”, baseado no software de código aberto OpenDMP / ARGOS, visa fornecer uma plataforma aberta para o planeamento da gestão de dados promovendo os princípios dos dados FAIR (Findable, Accessible, Interoperable, Re-usable = Localizáveis, Acessíveis, Interoperáveis, Reutilizáveis).

É um serviço destinado aos investigadores e estudantes do Instituto Politécnico de Bragança e da Universidade do Minho, que simplifica a gestão, validação, monitorização e manutenção de Planos de Gestão e Partilha de Dados. Permite a investigadores, estudantes de mestrado e doutoramento, orientadores e pessoal de apoio à investigação, criar PGPDs acionáveis que podem ser livremente permutados entre infraestruturas para a realização de aspetos específicos do processo de gestão de Dados de acordo com as intenções e o compromisso dos proprietários dos Dados.

Esta aplicação ajuda a planear o seu projeto de investigação com antecedência e acompanhar os dados produzidos e recolhidos.

Com este sistema pode facilmente:

- Criar planos de gestão e partilha de dados para o seu projeto.
- Configurar modelos para se adequar melhor à sua disciplina ou área científica.
- Associar a descrição do plano a serviços institucionais ou do financiador.
- Partilhar o plano com colegas ou orientadores e publicar no seu repositório institucional.

Deste modo, pode trazer os seus Planos de Gestão e Partilha de Dados para mais próximo do ponto onde os dados são gerados, analisados e armazenados.

O projeto “PortAberta” optou pelo uso deste software, baseado na experiência do serviço ARGOS da infraestrutura europeia OpenAIRE, que é livremente oferecido para utilização através do Catálogo de Serviços OpenAIRE e do Catálogo da EOSC – European Open Science Cloud.

Como funciona

A Gestão de Dados de Investigação (GDI) é uma parte vital da Ciência Aberta, que está no centro da investigação europeia, pois aumenta a qualidade dos dados produzidos e assegura a integridade e preservação dos resultados da Investigação. A GDI refere-se a atividades realizadas ao longo de um ciclo de vida de investigação, abrangendo desde a recolha de dados ao processo e análise de dados, o seu acesso e reutilização. O acesso aberto e os princípios FAIR regem hoje as atividades de dados para fomentar a descoberta, distribuição e exploração de dados, acelerando assim os avanços científicos. A vacina contra o Coronavírus é o exemplo completo do que pode ser alcançado num curto espaço de tempo quando os dados são abertamente partilhados por toda a comunidade científica global. A GDI encoraja as práticas científicas a serem ajustados de forma a permitir a reutilização dos dados, tanto por pessoas, como de máquinas.

Esta aplicação OpenDMP do “PortAberta” é um serviço de criação e publicação de planos que descrevem atividades de gestão de dados, normalmente conhecidos como Planos de Gestão de Dados (PGDs). Os planos são produzidos como outputs de ação automática (ma-DMPs), sob a forma de documentos de texto ricos, seguindo as práticas Open e FAIR e podem ser publicados em repositórios. Esta aplicação apoia a GDI no início da investigação para as atividades de planeamento de dados, bem como durante e no final da investigação, para documentar os passos e processos seguidos de acordo com os requisitos institucionais ou do financiador.

Ciclo de vida dos planos de gestão e partilha de dados

Esta aplicação segue um ciclo de vida completo de preparação de um plano de gestão e partilha de dados. Os utilizadores criam os seus PGPDs e acrescentam descrições para os seus conjuntos de dados. Os PGPDs e conjuntos de dados são criados em modo privado por defeito e podem ser partilhados com colegas ou orientadores para facilitar o processo de escrita. Os conjuntos de dados são adicionados em planos por tipo e/ou por disciplina que lhes diz respeito. Desta forma, a informação é organizada para mais facilmente distinguir informação relevante de um grupo de atividades de um dataset num único plano. Uma vez criados, os PGDs e os seus Datasets estão em estado de projeto e são tratados como documentos vivos, o que significa que podem ser versionados e atualizados a qualquer momento. Quando prontos, os utilizadores podem validar e finalizar os seus PGPDs, incluindo os Datasets correspondentes, e alterar o seu estado de visibilidade de privado para aberto. Os PGDPs podem ser disponibilizados publicamente na própria aplicação, ou podem ser publicados diretamente no repositório institucional da UMinho ou do IPB.

DMP editor DMP outputs Dataset editor Validated DMP Finalized DMP

Recursos úteis

Guia "Essencial sobre Gestão de Dados de Investigação"
https://guias.sdum.uminho.pt/dados
Informação da FCT sobre Planos de Gestão de Dados
https://polen.fccn.pt/sistema-de-planos-de-gestao-de-dados/